Existe um momento certo pra começar a investir em ações?

Já falei aqui sobre investimentos, formas de investir e como fazê-lo. Mas ainda não falei sobre quando começar.  

Em tempos em que investimentos viraram piada e memes na internet (vide o caso Bettina), as pessoas passam a desacreditar que trabalhar com isso realmente funcione. Pode não ser o absurdo que a Bettina afirmou, mas as coisas variam de caso pra caso. 

Claro, você não vai gerar mais de R$1 milhão em menos de 5 anos como a moça disse que fez, mas investimentos rendem retornos sim. 

No vídeo que virou motivo de sarro, a moça diz ter começado aos 19 anos e acumulado um grande patrimônio em apenas 3 anos. Muito provavelmente isso não procede, mas algo nisso é extremamente importante: começou cedo. 

Obviamente as metas financeiras variam de pessoa para pessoa, mas é interessante começar a defini-las o quanto antes. Os jovens costumam deixar para planejar o futuro depois da fase de liberdade, ou seja, após "fim" do controle parental. Ao atingir a maioridade, agem como não podiam antes porque os pais não permitiam. O que poucos fazem é começar a se organizar financeiramente, mas pasme: dá para fazer ambos.

 

ANÁLISE DE GASTOS E GANHOS

Quando os jovens chegam ao primeiro emprego ou estão no ensino superior, a ideia é começar a construir o futuro. Então, começam a rever os gastos/ganhos e é exatamente esse o primeiro passo que você deve dar ao pensar em investir em ações. É importante fazer uma autoanálise sobre sua relação com o dinheiro. Rever gastos inúteis e desenvolver o hábito de poupar é um passo essencial para começar investir no futuro.

 

POUPE E TRACE OBJETIVOS

Agora você já sabe que quer poupar, mas ainda não sabe como fazer essa grana crescer além da poupança (no banco é uma maneira de investimento, mas não rende tanto quanto ativos, por exemplo). Você deve traçar objetivos e se fazer perguntas. Se aposentar mais cedo? Comprar um carro ou uma casa? Se mudar de cidade, estado, país? Saiba que nada disso pode acontecer a curto prazo. Então a ideia é investir em ações (títulos) de longo prazo.

 

PROCURE AUXÍLIO PARA INVESTIR

Após ter desenvolvido uma mentalidade focada em poupar e ter definido seus objetivos, você precisa escolher uma corretora para ser sua parceira no mercado de capitais. Essas corretoras podem fornecer consultoria, ajudá-lo com relatórios e aplicar sua grana, já que você é um iniciante no assunto e não quer fazer besteira com seu dinheiro. 

 

NÃO DEMORE

Faça o quanto antes o que não pode ser deixado pra depois. Leia artigos sobre investimentos, entenda o mercado, seu funcionamento e como investir em ações. Isso já é um ótimo começo e ajuda a realizar projetos pessoais importantes nessa fase da vida.

 

Fonte: 

Curtiu? Coloque aqui o seu E-Mail e receba os próximos artigos!