Confira 8 dicas práticas para se educar financeiramente

Educação financeira é um assunto complicado. Mais complicado do que entender é colocar em prática. Se educar financeiramente consiste em entender seus ganhos e despesas para encontrar um equilíbrio e viver com tranquilidade, pois dinheiro é assunto sério.

Separei algumas dicas básicas e de fácil entendimento para que você consiga ir se educando aos poucos e mudar sua forma de controlar dinheiro.

 

ORÇAMENTO FAMILIAR

Mora com os pais? Sozinho? É casado? Divide um apê? Não tem diferença. Um orçamento é necessário para controlar tudo.

O que pode ser gasto e pago tem que ser pensado com antecedência a fim de evitar surpresas. Vai que alguém fica doente sem aviso prévio

 

DE OLHO NAS DESPESAS

É obviamente parte desse controle de orçamentos, mas pense bem que se os valores forem separadinhos e as despesas controladas, pode sobrar mais dinheiro para ser investido em outras áreas.

 

ELABORE UMA RESERVA

Ainda seguindo a ideia de planejamento, a reserva pode ajudar em momentos de surpresa ou pra diversas outras funções como a compra de um carro, novos eletrodomésticos, fazer uma viagem ou apenas servir como fundo de emergência ou cofre para algum objetivo específico.

Não ter uma poupança, reserva ou não guardar dinheiro nenhum é muito preocupante.

 

PARE DE GASTAR EM EXCESSO

Antes de gastar pense bem na frase "eu realmente precisso disso?". Ela é essencial para se evitar um gasto desnecessário do qual você vai se arrepender feio depois. A ideia é apenas gastar com o essencial e, claro, separar a grana da reserva e do lazer.

Gastar além disso e sem precisar só vai fazer uma frase aparecer na sua mente e ela é "por que eu fiz isso?"

 

CONVERSE COM A FAMÍLIA 

Nunca esconda a situação financeira da família. Todos precisam estar por dentro do que está acontecendo nas finanças, quanto entra e quanto sai.

Quando a bomba estoura em caso de má administração fica duplamente complicado resolver se ninguém está por dentro do problema. Sempre deixe tudo transparente.

 

O ADORADO 13º SALÁRIO

Esse dinheirinho extra tem que ser usado para lazer ou reserva de emergência. Nada de usá-lo para cobrir rombos ou gastos. Assim a sensação de que nunca sobra dinheiro será constante e não é nada saudável.

 

SE ATENTE AOS INVESTIMENTOS

Poupanças, tesouro, o que for. Caso esteja investindo, fique atento ao que está acontecendo com o valor que você investiu. Sempre acompanhe e se possível permita que outros membros da família acompanhem com você para decidir o melhor a ser feito.

 

COMEMORE SUAS CONQUISTAS

O dinheiro não serve só para pagar contas ou ser reservado.

Aproveite sempre que puder para fazer viagens, comprar novos bens, presentear familiares e etc. Mas claro, com cuidado. E não esqueça de valorizar essas conquistas, mesmo que pareçam pequenas.

Fonte: 

Curtiu? Coloque aqui o seu E-Mail e receba os próximos artigos!