Como calcular os juros compostos de maneira simples e rápida

Cálculos podem parecer complicados para muitas pessoas, até mesmo aquelas que estão acostumados a fazer contas. Um desses cálculos é o dos chamados juros compostos. Bom, para começar, juros compostos são a aplicação de juros sobre juros, isto é, os juros compostos são aplicados ao montante de cada período e são muito utilizados pelo sistema financeiro, pois oferece uma rentabilidade melhor. 

Como funcionam os juros compostos?

A cada período é acrescido um valor de juros proporcional ao valor já acumulado, ou seja, a taxa de juros incide sobre o valor acumulado, que aumenta a cada período. Dessa forma, o valor dos juros acrescidos a cada período é sempre crescente. Por exemplo, se você investiu R$ 1000 a uma taxa de rendimento de 60% ao ano, após 3 anos teria R$ 4096,00.

Agora que entendemos melhor o conceito de juros compostos, vamos ver como fazer o cálculo de uma operação que envolve juros sobre juros. O primeiro passo é entender as variáveis desse cálculo:

- principal (P): é o valor inicial da operação. Na fórmula para calcular juros simples, essa variável é chamada de capital (C);
- montante (S): é o valor total da operação: valor inicial + juros;
- taxa (i): é o fator que será usado para multiplicar o capital. Na fórmula, é representado pela letra i. (Essa letra vem da expressão em inglês interest rate: taxa de juros);
- tempo (n): é o período pelo qual a taxa incidirá sobre o valor inicial. Na fórmula dos juros simples, é representado pela letra t.

Assim, a fórmula dos juros compostos é S = P (1 + i)^n

Obs:
o símbolo ^ significa que o valor de tempo (n) é exponencial.


CALCULANDO ONLINE

Para calcular os juros compostos, vamos usar a calculadora HP que está disponível online. Para isso, vamos usar a fórmula FV = PV x (1+i)^n onde:

- FV: significa valor futuro (do inglês, future value)
- PV: valor presente (do inglês, present value)
- i: significa taxa de juros (do inglês, interest rate)
- n: significa tempo da aplicação. Como se trata de um valor exponencial, ele é expresso com a letra “n” seguida do símbolo ^.

Para calcular, vamos usar este exemplo: suponha que você tenha aplicado R$ 1 mil a uma taxa de 5% ao ano e queira descobrir quanto terá em 5 anos. Então teremos:

FV = 1000 x (1+0,05)^5
FV = R$ 1276,28

Você também consegue fazer essa conta em qualquer dispositivo, até mesmo na calculadora do seu celular. Vamos conferir:

- divida a taxa por 100 (no nosso exemplo, 5/100);
- some 1 (1 + 0,05);
- faça o resultado multiplicado por ele mesmo n vezes (no caso do exemplo, 5 vezes);
- multiplique pelo valor inicial (1 mil x 1,27628).

Para fazer isso na calculadora HP12C, basta clicar uma vez na tecla de multiplicação (que corresponderá a um ano) e, em seguida, quatro vezes na tecla de igualdade. O resultado obtido nessa operação terá o mesmo valor que mostramos anteriormente.

Fonte: 

Curtiu? Coloque aqui o seu E-Mail e receba os próximos artigos!