Antes de pular ondas de ano novo leia este artigo

7 ondas, 7 desejos. Dentre eles, por volta de 42 resoluções de ano novo e quantas delas tangebilizam uma melhora financeira? Não há como escapar, o modelo de sociedade atual nos exige uma preocupação e desempenho financeiro mínimos. Por essa percepção pais brigam com filhos, casais entre si e todos com seus credores e devedores.

Mas ao voar entre as lágrimas do oceano, cremos: “vai dar tudo certo”, “ano que vem vai ser diferente”, brindamos com a bebida que mais gostamos e vamos dormir esperançosos. Surpresa! No dia seguinte, nada mudou. A situação permanece exatamente a mesma, nossas promessas se acumulam pesadas no cotidiano e nós, como humanos normais, falhamos.

Como evitar de falhar então? Ou, como fazer para que erros não nos impeçam de continuar tentando e atuando para atingirmos nossos objetivos? Bom, ao investigar em qualquer site de busca existem pelo menos 200 frases que nos elucidam a respeito, entre elas, Winston Churchill: “Sucesso consiste de ir de erro em erro sem perder o entusiasmo”.

Nas finanças, assim como em qualquer outro segmento, o desafio está exatamente em começar, em identificar que AGORA é o momento – antecipando erros, nos provando que tudo depende de nós e da nossa atitude, não de uma data ou de um sentimento. É compreender que um brinde e uma virada terrestre não passam de um momento simbólico, que apesar de todo seu encanto, não trazem poder de resolução – ele já estava em você.

Cada um sabe da dificuldade que uma tarefa trás para si. Apenas você pode dizer quão desafiador é se controlar financeiramente, no entanto, os erros e dificuldades dos outros podem e devem servir de aprendizado para quem está realmente determinado a vencer e mudar de vida. Sendo assim, observe e aprenda com os outros. Perceba como o que traz a vitória não é a motivação ou o desejo, mas a DISCIPLINA e a RESILIÊNCIA.

É através da AÇÃO - Fazer o que você precisa fazer (mesmo não tendo vontade nenhuma) que vai coloca-lo onde você quer estar. E para isso, não precisamos de maresia. Não precisamos de amigos, brindes e Deusas do Oceano. Precisamos de coragem, metodologia e a força para dizer: “Vou começar hoje, ou melhor, AGORA”.

Fonte: 

Curtiu? Coloque aqui o seu E-Mail e receba os próximos artigos!